Jacobeus querem unir associações em defesa do Caminho de Santiago

II EDICIÓN COCHES CLÁSICOS NO IRIXO

A Associação Espaço Jacobeus (AEJ) defende o “estreitamento das relações com todas as entidades” comprometidas com o Caminho de Santiago, “especialmente com as restantes associações”, trabalhando em conjunto para potenciar a peregrinação a Compostela.

O presidente reeleito da AEJ, António Devesa, afirmou na cerimónia de tomada de posse, no sábado, dia 11, que a associação “é uma instituição que existe com um único propósito: estar disponível e trabalhar para dentro do Caminho, no Caminho e para o Caminho, e para os peregrinos”. E, como tal, “só pode ser local para quem queira” respeitar este princípio.

XUNTANZA DE CLÁSICOS NO IRIXO

O dirigente, que se “orgulha” da reeleição e reconhece a “responsabilidade” do cargo, destacou que a AEJ, “a maior associação jacobeia portuguesa, tem tido possibilidade de crescer de forma sustentável”, dando como exemplo o facto da sessão de tomada de posse decorrer na sua sede social, propriedade de “todos os sócios”.
“Mas este crescimento deve ser, primeiro, sinal de responsabilidade: ao nível de organização, comunicação e discussão de ideias entre todos, e na gestão das expectativas dos peregrinos, que veem na AEJ a entidade que deve defender, intransigentemente, o superior interesse do peregrino e do Caminho Português de Santiago”, alertou António Devesa.

Por outro lado, desejou que “a AEJ possa, continuamente, fomentar o culto e a peregrinação jacobeia, estreitando relações com a Arquiconfraria Universal do Apóstolo Santiago e com todas as entidades relacionadas com o Caminho, especialmente as restantes associações, trabalhando em conjunto para potenciar a devoção a Santiago, o culto, a formação jacobeia, e a respetiva peregrinação”.

A direção da AEJ ficou assim composta, depois das eleições intercalares para o tempo restante do biénio 2023-2024, realizadas a 4 de maio: António Devesa (presidente), Nuno Rodrigues, Leonel Pereira e Albino Marques (vice-presidentes); Manuel Fernandes (tesoureiro), Carina Frazão e Paulo Silva (secretários), Arlindo Parra, Francisco Grilo e Avelino Ribeiro (suplentes).

A AEJ conta com 800 associados, tem sede em Braga e quase 30 delegações em Portugal e no estrangeiro. Fundada há 20 anos, os seus objetivos consistem em fomentar o culto e a peregrinação a Santiago de Compostela, preparar e informar peregrinos, e promover os diversos itinerários do Caminho Português de Santiago.